Uma novela em quadrinhos.
Ou quase isso.

Olívia Ribeiro
está com os dias contados. Ela engravidou de Luís Paulo, seu chefe, o presidente de uma grande empresa brasileira; cargo adquirido graças ao seu casamento com Mônica Albuquerque, a mimada herdeira do Dr. Josafá. Visando tirar vantagem da situação, Olívia resolve ter a criança — decisão que se volta contra ela, já que Helena, Matheus, Zulu e Lauro, sob a supervisão de Antonio Callado, planejam sua morte.

PLIM PLIM
O fato é que Olívia e o seu vindouro assassinato integram a principal linha narrativa de Sabor Brasilis, atual novela das 8 da maior emissora de TV brasileira, responsável por resgatar altos níveis de audiência para o gênero e para a carreira de seu criador, o escritor Antonio Callado Brandão, que desde o final dos anos 1990 não emplacava nenhuma produção do tipo.

O problema é que Callado não faz ideia de como desatar o nó envolvendo a morte de sua coadjuvante. Revelação que cai como uma bomba para Helena, Lauro, Matheus e Zulu,
sua equipe de roteiristas. Agora, com apenas dois meses de novela pela frente, todos precisam colocar seu talento à prova e evitar que o final de Sabor Brasilis seja um desastre completo.